Surfistas e responsabilidades pelo meio ambiente

Responsabilidades individuais e coletivas para sociedades sustentáveis: um conceito dinâmico como as ondas, que em cada lugar e tempo assume formas e forças próprias, dependendo do fundo, da energia da ondulação, do vento etc. Essa é uma das relações que a proposta da Aliança para um Mundo Responsável, Plural e Solidário com a Carta de Responsabilidades Humanas (CRH) tem com o mundo do surfe.

O Comitê Brasileiro da CRH se reuniu no Instituto Pólis em São Paulo, no dia 10 de agosto, para debater o plano de trabalho para o período de 2010 à 2015, que fará parte do planejamento do Comitê Internacional. Participaram integrantes do Pólis, do Instituto Ágora, do Ministério da Educação e das Alianças dos Jornalistas, dos Artistas, dos profissionais das Ciências do Mar, além da Ecosurfi.

A articulação da Aliança dos Surfistas pelo Meio Ambiente, projeto capitaneado pela Ecosurfi por meio do Programa Surfe Sustentável, faz parte do plano de trabalho do Comitê Brasileiro. A Aliança foi lançada em Ubatuba, em junho, e tem como objetivos fortalecer e qualificar o debate sobre sustentabilidade na comunidade surfe, envolvendo os surfistas, de todos os segmentos, em ações pela melhoria da qualidade da vida.

A proposta terá como produtos um processo de mobilização e formação da comunidade surfe em temas relacionais à temática socioambiental e participação dos surfistas na gestão costeira e de águas. Por meio deste processo será construída o segundo produto, a Carta de Responsabilidades dos Surfistas para Sociedades Sustentáveis.

Estes dois conceitos, responsabilidade e sociedades sustentáveis, são as principais referências para as discussões em torno da Carta dos Surfistas. A primeira fase do Programa vai até dezembro e tem como meta a elaboração do texto-base da Carta, que sirva para aprofundar a discussão, durante o próximo ano, em quatro eixos: Protagonismo dos Surfistas; Surfe e Gestão Costeira; Cultura Surfe e Consumo; e Surfe, Juventude e Meio Ambiente.

Além do Seminário de Ubatuba, esta primeira fase conta com mais alguns seminários em Iguape, Santos, Itanhaém e São Paulo, além de oficinas em campeonatos e eventos ligados ao surfe. Nestas atividades são colhidas demandas locais, perspectivas e propostas que embasem o texto da Carta. Pra você, quais as responsabilidades dos surfistas no contexto de mudanças socioambientais globais?

Para saber mais sobre o Programa Surfe Sustentável, acesse www.surfsustentavel.blogspot.com e, para conhecer a Carta de Responsabilidades Humanas, entre em http://www.carta-responsabilidades-humanas.net.

Bruno Pinheiro
brunopinheiro@ecosurfi.org

Gestão de Comunicação
Ecosurfi - Entidade Ecológica dos Sufistas

  ©Template Blogger Elegance by Dicas Blogger.

TOPO